domingo, 5 de outubro de 2008

Pérolas de João - Poesia

Em 04.10.08. João Vitor (6 anos) me viu compenetrada no computador e perguntou. - O que você faz mamãe? Eu respondi: - Estou escrevendo poesias. Ele disse: - Eu quero também. Escreve para mim o que vou dizer para você. Eu obedeci. E ele ditou de um só folêgo, sem modificações.



Minha flor bela que encontro no céu
Minha flor da lua
Você é tão preciosa
Minha maravilhosa flor do dia
Que nasce da semente
Uma pétala de rosa é o que é mais belo no mundo
A flor é tão cheirosa
É a pétala do luar que brilha sobre os campos dos lagos
Minha doce querida e melhor namorada
Minha doce flor de chocolate
Minha, meu amor Bia

6 comentários:

Ivan Grycuk disse...

Olha... o guri é bom, ein!!

Aposto que está orgulhosérrima!

Desculpe a ausência, vou recuperar as leituras.

Um beijo Dona Poetinha/Lilian.

Ivan Grycuk disse...

Que coisa maluca essa mudança. Também já mudei de casa com menos de 6 meses de residente - mas por motivos alérgicos mesmo... boa sorte na casa nova!

Um beijo.

Lilian Haber disse...

Ivan,
Orgulho é pouco, rs.
A nova casa não é casa é apartamento, mas estou colocando muitas plantinhas na sacada para ver se me consolo, beijo.

Frank Saiu disse...

Nuoooosssa....
De primeira ficou melhor que muita poesia por aí!!
Cria o Blog do João!

Abraço!
Frank

Mauro O' de Almeida disse...

Controla esse menino que ele é precoce!
Dizem que todo árabe é apaixonado, como descendente não podia ser diferente (vide a poetinha).
Já está de volta poetinha?
Um beijo

Lafayette disse...

Muito bom!

Antes, que espera o teu livro de poesias, agora, espero também, o livro do João! :):):):)