segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Tempestade?

Hoje fez sol no meu coração
E assim não escutei o trovão
Pensei que o dia era quente
Porque só pensei na gente

E não vi a chuva cair
Água rolar
Rua inundar
Nada

2 comentários:

Anônimo disse...

Ei poetinha. Vc é boa mesmo nisso, hein?
Agora também tenho um blog. Não tão poético quanto o seu é verdade, mas preocupada que ambiente urbano mantenha poetinhas como você com bem-estar para continuar produzindo assim. Confira no endereço http://blogdomauroodealmeida.blogspot.com

Mauro O'de Almeida

A Poetinha ... (Lilian Haber) disse...

Obrigada!!! Vou conferir sim!!!!