domingo, 23 de dezembro de 2007

Meu beijo



Perguntaram como era a delícia de provar um beijo meu
Respondi como era de se esperar
Um beijo é algo que se sente
No encontro de dois lábios ardentes
Cheios de desejo
Dominados pela vontade

Um beijo meu
É algo único
Não falo por vaidade
É a minha impressão digital

Depende também
Do estado de espírito?
Da conjunção de saturno?
Ora calmo
Ora veloz
Nunca insípido

O gosto do meu beijo
É a ternura rítmica
A sedução medida
estudada
e finalmente
descontrolada

É profusão de sensações
Ausência de chão
Esquecer do tempo
Desejar mais que o beijo
E nunca querer que ele acabe

É gosto de adolescência
Riso de criança
E sedução de mulher
É forma e conteúdo
Meu beijo é
Desejo e saudade
É sabor e vontade

7 comentários:

Unknown disse...

Muito bom esse poema...

Admin disse...

Através do beijo se sente o gosto da alma...Alma de poeta e poetisa têm gosto de céu....
Parabéns. Os sentimentos escorrem por seus versos.

Feliz natal!

Abraços.

O Poeta Morto disse...

Um beijo para vc Lilan Haber.hehehehe

O beijo é uma porta para a alma e la na alma pode-se achar os verdadeiros sentimentos.

Feliz natal!!!!

Que o natal e o resto de sua vida seja repleta de amor.

saudaçoes

o poeta morto

Anônimo disse...

O beijo é o encontro de duas almas =)

Lindo seu poema!!!

Desejo um Feliz Natal e Próspero Ano Novo!!!


Deus te abençõe sempre^^

Anônimo disse...

Seu poema é tão lindo que fiquei com vontade de um beijo...

Parabéns,

Feliz Natal
wmlvml@hotmail.com

Anônimo disse...

Caramba, alguns comentários são calientes

Anônimo disse...

- Lili , muito boa essa poesia tocou meu coraçao hehe :) vo divulgar esse site pra alguns amigos que gostam de ver poesias tao lindas =) obrigada por comentar o meu nome nos agradecimentos de 2007 ! beijo e sucessoss !