sábado, 1 de novembro de 2008

Desapego?

Poema do quase desapego

Se é preciso que você se vá, então vá!
Mas volte!
Se é preciso outro lugar para pensar, vá!
Mas volte!
Se é preciso mais um andar, então vá!
Mas volte!
Se é preciso de mim longe ficar, então vá!
Mas volte!

Então vá, mas volte!
Não se esqueça de voltar
De comigo sonhar senão é morte.



Poema do desapego

Sei que é preciso que você se vá
Então vá....e volte!
Volte quando tiver certeza
Quando lembrar da singeleza
De nosso olhar
Volte para meu seio
Volte para meus afagos
Volte para o meu riso
Volte para minha leveza

Sei que é preciso que você se vá
Então vá....e se puder volte
Volte quando pensar em mim fizer desaparecer
[o lugar em que você se encontra
Quando lembrar da estrada pela frente
De nossa vontade de beijar ternamente
Volte para o meu mundo
Volte para o meu lado
Volte para meu carinho
Volte para confiar em mim

Sei que é preciso que você se vá
Então vá....e, por favor, volte
Volte para aquela que te espera
Volte para minha esfera
Volte para quem é sincera
Volte para nossos sonhos de jasmim
Volte para mim
Volte para quem te venera
Se é o isso o que você espera

Um comentário:

Anônimo disse...

Although we have differences in culture, but do not want is that this view is the same and I like that!
age of conan power leveling