sábado, 1 de novembro de 2008

Do alto do precipício

Do alto do precipício
Eu vejo estampado
Teu rosto que desejo
Lá do alto, a brisa sopra
E eu vou fazer a manobra
Vou me desgarrar
Não dá mais, eu sei vou pular
Lá de cima, bem do alto
Rumo eu ao cadafalso?
Não tenho opção
Vou seguir meu coração
Atirar-me de braços bem abertos
Nessa louca paixão!
Do alto do precipício
parece o fim
mas é o início.

2 comentários:

morenocris disse...

Amiga, remove este link, do crisblogando e coloque morenocris.blogspot.com

Estou só com este agora.

Beijinhos.

Anônimo disse...

Although from different places, but this perception is consistent, which is relatively rare point!
nike dunk