sábado, 1 de novembro de 2008

Diáfana

Linda, leve e diáfana
onírica, satírica
fêmea que cavalga
o recôndito dos meus sonhos
linda, leve e etérea
carrego-te em meu semblante
desejo-te intensamente
enquanto me esvai o pensamento
tento em vão te aprisionar em minha mente
pois esqueço que quando se sente amor o outro
[habita no coração da gente.

(29.10.08)

Um comentário:

Anônimo disse...

It seems different countries, different cultures, we really can decide things in the same understanding of the difference!
nike shoes